conheça

Advocacia para ME, MEI e EPP

Assim como as startups, as empresas de baixo capital buscam crescimento e autonomia financeira no mercado. Atualmente, segundo dados levantados pelo SEBRAE, essa categoria empresarial representa 80% das pessoas jurídicas existentes no Brasil. Diante disso, nada mais salutar do que proteger as empresas cujas forças impulsionam nossa economia e desenvolvimento nacional.

Por que ter um corpo jurídico?

Construir solidez não é apenas se manter no mercado. É preciso prezar pela relação entre sócios, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e demais partes interessadas.

É essencial para toda organização empresária ser guiada por valores e princípios sólidos, que refletirão a imagem de sua atividade. A autoridade corporativa, através da governança exercida pela banca de advocacia, auxilia a construir melhor esse panorama, pautada sempre pelo compromisso e responsabilidade.

Para que as relações empresariais funcionem de maneira satisfatória – tanto no âmbito funcional, quanto no administrativo – é preciso que sejam estipuladas certas regras e preceitos que garantam o bom andamento do negócio.

Em tempos de crise, a assessoria jurídica se torna ainda mais necessária em vários aspectos, a exemplo da recuperação de crédito, da reestruturação do negócio, à novação das dívidas, instituição de compliance, contratos, admissão e demissão de funcionários, e tantas outras questões que demandam um profissional da área jurídica e que trazem grandes benefícios à empresa.

Enviar mensagem
Olá! Se preferir, inicie o atendimento via WhatsApp