DER publica classificação da licitação das terceiras faixas na PR-323, no Noroeste

Treze empresas e consórcios apresentaram propostas e as cinco melhores variam entre R$ 59.359.057,46 e R$ 64.999.369,92.

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) divulgou nesta sexta-feira (5) a classificação da licitação de terceiras faixas na PR-323, entre Doutor Camargo e Iporã, na região Noroeste. Treze empresas e consórcios apresentaram propostas e as cinco melhores variam entre R$ 59.359.057,46 e R$ 64.999.369,92. A proposta máxima original era de R$ 81.815.643,94.

Essas empresas foram indicadas para a próxima fase do certame, que é a abertura dos envelopes com os documentos de habilitação, marcada para o dia 17 de fevereiro, às 14 horas. Após o anúncio da vencedora, abre um período de cinco dias úteis para recursos e outros cinco dias úteis para contrarrazões aos recursos, caso algum seja interposto. Os passos seguintes, se não houver intercorrências, são a homologação, a assinatura de contrato e a ordem de serviço.

A PR-323 está incluída em um dos lotes da nova concessão rodoviária do Paraná, mas o objetivo da licitação é antecipar o benefício aos usuários, gerando mais segurança e facilitando o escoamento da produção do Centro-Oeste do País e do Noroeste do Estado. “Essa iniciativa pretende reduzir os acidentes, principalmente os que têm consequências fatais, em uma rodovia que tem histórico muito grande de problemas”, disse o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex.

Segundo o edital, as terceiras faixas serão implementadas nos pontos onde acontecem as ultrapassagens mais perigosas e nos locais em que há inclinação da pista. Serão 23 segmentos nos municípios de Cafezal do Sul, Iporã, Cianorte, Cruzeiro do Oeste, Doutor Camargo, Perobal, Tapejara, Terra Boa e Umuarama. As obras envolverão, ao todo, 24,3 quilômetros. O prazo de execução será de 360 dias.

A licitação integra o programa de Ampliação de Capacidade e Segurança Viária do DER-PR, que prevê, ainda, alargamento de faixa, reabilitação do pavimento com soluções de reciclagem e pavimentação, eliminação de degraus com desnível maior que cinco centímetros, reforço da sinalização horizontal e vertical e implantação de mais dispositivos de segurança. Também haverá melhorias na drenagem da rodovia e remoção de perigos às margens da via.

“São intervenções em pontos críticos para melhorar as condições de trafegabilidade e de segurança com a maior brevidade possível. A PR-323 é uma das nossas prioridades e a estimativa é de concluir todos os serviços em pouco menos de um ano”, destacou o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti. De acordo com o projeto, a média diária de trânsito é de mais de 3 mil veículos por dia, com projeção de ultrapassar 4 mil nos próximos anos.

Os recursos para executar a obra são do programa Avança Paraná. O Governo do Estado captou junto a um consórcio de bancos R$ 1,6 bilhão para obras estruturantes em 2020. O projeto executivo foi desenvolvido com recursos do Tesouro Estadual.

FONTE: Agência de Notícias do Paraná. Disponível em: <http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=110791>

Continue lendo

Mais Notícias

Inscreva-se para receber novos conteúdos

Enviar mensagem
Olá! Se preferir, inicie o atendimento via WhatsApp